Vício Virtual

 

 

Grupo O8

Anúncios
por bg2c Publicado em 2011

Geração Coca-cola

Legião Urbana

Quando nascemos fomos programados
A receber o que vocês nos empurraram
Com os enlatados dos USA, de 9 às 6.

Desde pequenos nós comemos lixo
Comercial e industrial
Mas agora chegou nossa vez
Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês.

Somos os filhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Nós somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola.

Depois de vinte anos na escola
Não é difícil aprender
Todas as manhas do seu jogo sujo
Não é assim que tem que ser?

Vamos fazer nosso dever de casa
E aí então, vocês vão ver
Suas crianças derrubando reis
Fazer comédia no cinema com as suas leis.

Somos os filhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Nós somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola.

Depois de vinte anos na escola
Não é difícil aprender
Todas as manhas do seu jogo sujo
Não é assim que tem que ser?

Vamos fazer nosso dever de casa
E aí então, vocês vão ver
Suas crianças derrubando reis
Fazer comédia no cinema com as suas leis.

Somos os filhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Nós somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola.

Cyberbullying

                         

Existem pessoas que utilizam as redes sociais como uma ferramenta para realizar o cyberbullying (quando um ou um grupo de indivíduos utilizam mídias eletrônicas – ceular, computador,etc – para divulgar fotos, textos, entre outros com o objetivo de constranger, humilhar ou difamar outra pessoa), normalmente essa prática é realizada por grupo de alunos de uma escola ou de alguma instituição de ensino de alguma forma. Normalmente o cyberbullyng vem acompanhado com o bullyng realizado na escola. O que intriga a quase todas as pessoas é a razão pela qual leva um grupo de pessoas ou um indivíduo a realizar um ato tão cruel, podemos crer que algumas dessas razões é o grupo social em que o indivíduo se encontra, no qual as pessoas rebaixam um ao outro, sendo normalmente o grupo descolado da escola. Algumas das razões são a realização do ato apenas pela diversão, para mostrar superioridade, para entrar em certos grupos sociais, etc. Uma das razões pela qual o cyberbulying é mais popular que o próprio bullying “ao vivo” é a possibilidade de anonimato, utilizando perfis falsos (os chamados fakes), dessa maneira dificultando qualquer represália por parte de pais, diretores, etc.

                                     

            Cléo Fante afirma que a criança ou o adolescente vítima do CyberBullying pode apresentar queda no rendimento escolar, defasagem no seu desenvolvimento e distúrbios psicológicos graves. “A prática desse tipo de violência estimula a popularidade e aceitação no grupo por meio de abusos, valida as condutas agressivas para conquistar objetivos e provoca o envolvimento com pessoas inescrupulosas ou que praticam atos delinquentes”, comenta Cléo Fante.

         

            O cyberbullying muitas vezes é levado como uma brincadeira inocente, mas isso não é verdade, são ações planejadas e pensadas na qual o único objetivo é difamar e humilhar sua vítima, portanto se vocês conhecem algum caso de cyberbullying não sejam complacentes e tentem ajudar quem está sofrendo esse ato covarde.

Grupo 03

por bg2c Publicado em 2011

Adolescência relacionada com realidade virtual – Grupo 5

Hoje em dia com o desenvolvimento da tecnologia e com a inclusão, quase todas as pessoas, até das classes mais baixas tem um computador e acesso a internet em sua casa, um meio que até pouco tempo atrás era limitado paras as classes mais altas da sociedade. Com esse acesso e essa  facilidade, os jovens passam boa parte do seu dia conectados a web, em jogos online, mas principalmente em sites de relacionamento e redes sociais. Entretanto, algumas pessoas deixam de usar os computadores de uma forma saudável e passam a usá-lo para agredir o coleguinha, o chamado cyber bullyng.

A grande maioria dos pais que tem filhos que sofrem bullyng não sabe ou não ligam quando o filho reclama, isso também acontece pela falta de informação dos pais, que desconhecem todo esse processo que pode deixar traumas irreversíveis em seus filhos. Pela falta de acompanhamento dos responsáveis junto aos filhos que navegam na internet, isso vem acontecendo aos jovens com muita frequência.

Vendo por outro lado, o lado dos que praticam o bullyng com os colegas, boa parte da culpa desse comportamento é dos pais e do que esses jovens passam em casa. É necessário analisar os dois lados para podermos entender direito esse problema que vem afetando cada vez mais o meio virtual e social da juventude atual.

Pode parecer ironia, mas muitos dos que praticam o bullyng e podem traumatizar o coleguinha, também são traumatizados, por algo que aconteceu com a família, pela própria ausência dos pais ou por também já ter sofrido bullyng.

Com a ascensão cada vez maior desse assunto, devemos ter em mente que esse não é um problema que surgiu há pouco tempo, o bullyng existe desde os primórdios da humanidade, desde que existe o mais forte e o mais fraco, mas só veio a ter esse nome a pouco tempo, na década de 80, na Noruega.

Cyber Bullyng é algo que sempre irá existir, o que todos podemos fazer é cuidar para que isso não aconteça com nossos filhos, não é necessário vigiá-los no computador, pois todos têm direito a ter nosso espaço e privacidade, mas sim para auxiliá-los por meio de diálogos onde eles poderão esclarecer suas dúvidas, e, além disso, os pais têm o dever de orientar seus filhos, para que os mesmos não venham a cometer esse tipo de agressão com os seus coleguinhas de web.

por bg2c Publicado em 2011

Adolescência na sociedade consumista!

Consumismo na adolescência: uma questão de Ter para Ser

Eles são nomeados como adolescentes, mas podemos chamá-los de “maquininhas de consumo” ou até mesmo de “vitrines com pernas”. Hoje, nesse Terceiro Milênio, muitos dos nossos adolescentes não querem apenas ter “aquele objeto de consumo”, e sim vários. E quais seriam esses desejos de consumo? Celulares? Carros? Roupas de Grifes? Cada um desses jovens tem a sua esperança e seu desejo mais profundo. O simples fato de consumir já faz destes adolescentes uma espécie de oneomaníacos ( compradores compulsivos) e, por incrível que pareça, eles representam uma boa parte da parcela econômica nacional. As estatísticas não erram: As nossas crianças e adolescentes estão comprando a cada dia sem parar.

Porque será que é tão gostoso comprar? Para essa pergunta haverá inúmeras respostas. Uma das possíveis é que o prazer de consumir está em satisfazer uma necessidade nossa,seja para o bem ou para o mal. O problema é que muitas pessoas não sabem comprar e extrapolam na hora de suas escolhas, fazendo com que seu dinheiro desapareça em questão de segundos. Soma-se a isso uma importante reflexão: o consumismo extrapolado invadiu a alma de crianças e adolescentes de toda parte do mundo. Alguns estudiosos explicam que muitos dos nossos consumistas de plantão reagem a esse comportamento pelo simples fato de que muitos não se encontraram em seu círculo de amizade e por isso tentam pertencer a algum grupo que possa definir quem ele seja. E para conseguir essa falsa identidade muitos desses jovens sabem o que fazer: eles compram!

( leia completo em: http://et7ra.com.br/site/2010/11/07/consumismo-na-adolescencia-uma-questao-de-ter-para-ser/ )

Grupo 01

por bg2c Publicado em 2011

Não é sério (part. Negra Li)- Charlie Brown Jr.

Eu vejo na TV o que eles falam sobre o jovem não é sério
O jovem no Brasil nunca é levado a sério
Sempre quis falar
Nunca tive chance
Tudo que eu queria
Estava fora do meu alcance
Sim, já
Já faz um tempo
Mas eu gosto de lembrar
Cada um, cada um
Cada lugar, um lugar
Eu sei como é difícil
Eu sei como é difícil acreditar
Mas essa porra um dia vai mudar
Se não mudar, prá onde vou…
Não cansado de tentar de novo
Passa a bola, eu jogo o jogo
3x
Eu vejo na TV o que eles falam sobre o jovem não é sério
O jovem no Brasil nunca é levado a sério
A polícia diz que já causei muito distúrbio
O repórter quer saber porque eu me drogo
O que é que eu uso
Eu também senti a dor
E disso tudo eu fiz a rima
Agora tô por conta
Pode crer que eu tô no clima
Eu tô no clima…. segue a rima
Revolução na sua mente você pode você faz
Quem sabe mesmo é quem sabe mais
Revolução na sua vida você pode você faz
Quem sabe mesmo é quem sabe mais
Revolução na sua mente você pode você faz
Quem sabe mesmo é quem sabe mais
Revolução na sua vida você pode você faz
Quem sabe mesmo é quem sabe mais
Também sou rimador, também sou da banca
Aperta muito forte que fica tudo a pampa
Eu to no clima! Eu to no clima ! Eu to no clima
Segue a Rima!
(repete tudo)
Chegando por aqui Negra li, família RZO manos maluco só
“O que eu consigo ver é só um terço do problema
É o Sistema que tem que mudar
Não se pode parar de lutar
Senão não muda
A Juventude tem que estar a fim
Tem que se unir
O abuso do trabalho infantil, a ignorância
Faz diminuir a esperança
Na TV o que eles falam sobre o jovem não é sério
Então deixa ele viver! É o que Liga.”

 

Grupo O8

por bg2c Publicado em 2011

Drogas Lícitas

A droga lícita é aquela que é permitida por lei para consumo e comercialização. Por serem permitidas por lei, essas drogas estão presentes nas vidas das pessoas desde pequenas, sendo de responsabilidade dos pais darem informações sobre os perigos e malefícios que essas drogas proporcionam.

Mas é crescente o número de jovens que aderem ao consumo de drogas lícitas como álcool e cigarro. Isso geralmente acontece por influência de amigos, que na adolescência, chegam a ser mais influentes do que os pais. Além disso, apesar de leis, o acesso a esse tipo de produto não é tão dificultado.

por bg3e Publicado em 2011

Adolescência.

Nós adolescentes, somos todos iguais. É, isso mesmo. É com uma imensa força que desejamos não ser iguais a ninguém, o que nos torna uma massa. Uma significativa parte da população que só quer alcançar um lugar no mundo “dos grandes”. Essa massa é cheia das subdivisões, onde o PRECONCEITO permanece oculto, porém sempre existente.
Adolescência é um protesto constante, todos queremos demonstrar através das roupas, da linguagem, e do estilo musical o que realmente somos. E é aí que o preconceito aflora. Nossa mente já é avançada comparada a uma criança, mas não tão madura quanto a de um adulto, e ás vezes – até sem perceber – lidamos de forma errada com as outras pessoas, por elas simplesmente serem diferentes. Aliás, como é intensa essa tal adolescência, como sofremos, porque quando se tem a minha idade, a mais remota paixão vira o maior amor do mundo. Nessa fase, os hormônios pululam, e qualquer sensação já causa o maior fervor. As piadas tem muito mais graça, e a vida tem muito mais sentido, ou simplesmente não faz sentido algum. Dramáticos, é o que nós somos. Inconsequentes, sem medo de nada, sem medo do amanhã OU preocupados, encantados com um futuro próximo. Essa é a época das grandes descobertas, dos sentimentos mais caóticos, é a loucura tomando forma física. Com o cérebro ainda em formação, fazemos da mais leve brisa, um enorme vendaval. Impacientes, imperativos, Hiperativos ou preguiçosos, ou tudo ao mesmo tempo! Somos, em suma, bipolares.
E quando é que isso tudo acaba? Ás vezes nunca acontece, muitas vezes no 1° emprego, quem sabe no baile de formatura, e para a sorte de uns – e azar de outros – algumas vezes não tem fim. Essa pode ser a melhor, ou a pior época de nossas vidas, depende para quem, e com quem. Vamos aproveitar, ora pois.

PS: Eu não sou uma aberração, me enquadro perfeitamente nessa insanidade. Isso foi apenas um momento de lucidez.

por bg2d Publicado em 2011 Com as etiquetas